CURSOS DE TEATRO

CURTA CUARTA EM CASA

 

BLOG DA CAZAZUL

 

Adriana Amorim

“Queria olhar para o futuro e ver algo melhor do que um presente piorado”

(Lourenço Mutarelli )

Uma gripe que vem da China, se alastra por todo o planeta, causando pânico e terror. Um programa cruel de demissão voluntária. Isolamento social. Quarentena absoluta. Letalidade para idosos. Aeroportos e fronteiras fechadas. Há apenas quatro meses, em dezembro de 2019, na 6ª Mostra CULTE, a Turma Adulta dos Cursos Livres de Teatro levou ao palco principal do Centro de Cultura Camillo de Jesus Lima em Vitória da Conquista, esta que era, até então, considerada uma história fantástica, herdeira direta do Teatro do Absurdo. Dirigida com precisão por Vicente di Paulo, a peça escrita em 2007 por Lourenço Mutarelli “O que você foi quando era criança?” quando reassistida (pelo canal do youtube da CazAzul Teatro Escola) no contexto atual, chega a assustar. É certo que muitas peças de teatro quando revisitadas se revelam extremamente atuais. Mas essa… neste momento exato, é realmente impressionante.

Espetáculo "O que você foi quando era criança". Direção de Vicente di Paulo. Na 6ª Mostra Culte. Foto: Erica Daniela

Sabendo que a arte antecipa futuros, seja por utopias que após muita luta social se tornam realidade ou por distopias que lamentavelmente se confirmam, ficamos diante da inquestionável certeza de que na história da humanidade, a arte é perene: vem primeiro, fica durante e permanece depois. Anunciando o futuro, testemunhando o presente e ressignificando o passado, ela se configuraria perfeitamente como um mundo paralelo ao mundo real… se com ele não se chocasse tantas vezes.

Shirley: "Eu tenho medo dessa gripe." Foto: Erica Daniela

A assustadora “coincidência”, porém, não se resume ao vírus da gripe Chinesa. Não. Há muito mais em cena. Escrito em 2007, o texto traz como personagem um insano misógino que acha que é o próprio Messias. Se assustou? Eu também. Um palhaço desempregado e uma mulher invisível se juntam ao rol de personagens proféticos. Ora, não precisa muito esforço para “não vermos” a mulher ausente do atual governo, dos cargos de poder, das esferas decisivas, depois do golpe de estado que destituiu da Presidência da República, a primeira mulher eleita pelo povo para o cargo. É eloquente também a imagem contida na metáfora do palhaço desempregado. A precariedade da indústria cultural, o abandono do artista à própria sorte, os sucessivos cortes de verbas para o cinema, teatro, música e tantas outras linguagens artísticas. É o próprio fechamento do circo, a morte do elefante e o abandono definitivo do palhaço.

“O que você foi quando era criança” é uma pergunta que, apesar de não ser feita ao longo da peça, invade insistentemente nossas cabeças. No desfile de tipos esdrúxulos, de pessoas adoentadas, acometidas pelos mais diversos males que vão desde uma simples covardia até a mais dolorosa solidão, ecoa a pergunta: “O que terá sido feito a cada uma dessas figuras, em seus passados, em suas infâncias, para terem chegado a onde chegaram, para terem ficado assim como são?” No catártico final da peça, com algumas dores reveladas, instaurada a absoluta incapacidade de respirar, sonhos da distante infância relembrados, sentimos que há algo de errado no ar… E não é apenas um vírus.

Espetáculo "O que você foi quando era criança". Direção de Vicente di Paulo. Na 6ª Mostra Culte. Foto: Erica Daniela

Na dúvida, minha gente: Arte. Na certeza: Arte. Na infância, na juventude e na velhice: Arte. Na saúde e na doença. Para que a gente tenha condições de ler a vida. Para que a gente tenha condições de prescrever, transcrever e reescrever a nossa história: Arte. Para que a gente consiga ficar em casa enquanto for preciso: Arte. Para que a gente reconstrua um mundo para o qual valha a pena voltar depois da quarentena: Arte! Antes que seja tarde: Arte. Ontem, hoje e amanhã: Arte. Arte, arte, arte.

63 visualizações

Além dos Cursos Livres de Teatro oferecidos semestralmente, a CazAzul oferece a cada período de recesso as “Oficinas de Férias”, sempre buscando variar nas linguagens artísticas. Nesses 3 anos de CazAzul, foram ministradas oficinas de música (percussão e canto), dança (afro e contemporânea) palhaçaria e diferentes práticas teatrais: iniciação teatral, teatro para adolescentes, teatro essencial e jogos de improvisação. O que estas oficinas têm em comum é o fato de acontecerem num curto espaço de tempo, atendendo a um público que não pode frequentar os cursos semestrais ou que não deseja se comprometer por tanto tempo às atividades do curso regular. Também faz parte de todas as atividades formativas da CazAzul, incluindo as oficinas de férias, a exibição de algum produto resultante da oficina, seja uma cena ou uma aula pública, num evento de culminância chamado de aula-show que se configura como um grande encontro aberto ao público.


No verão de 2020 vamos seguir investigando, agora com algumas novidades ainda mais ousadas. Duas oficinas serão adaptações de práticas com as quais já temos operado ao longo desses três anos de experiência e duas serão completamente inéditas. Conheça a nossas oficinas:


DE FÉRIAS COM RAUL E LIRA: Brincando como antigamente!


Além da novidade de ter como professor e professora parte do elenco do nosso principal espetáculo infantil, a oficina para crianças desse ano vem com novidades incríveis. Raul e Lira, além de realizar atividades teatrais com as crianças, vão conduzir jogos baseados em brincadeiras antigas, como na época da vovó. São jogos que envolvem diferentes habilidades criativas, coordenação motora, expressão corporal, interação com outras crianças, musicalização, criação e contação de histórias, "culinária miudinha", entre outras atividades surpreendentes. Ao final da oficina nos despediremos com um bailinho de carnaval, onde todas e todos estaremos fantasiados para celebrar a infância com muita alegria e arte.

Período: 14 a 24/jan - Terça a sexta

Horário: 14h a 17h

Carga horária: 24 horas (pacote 1); 12 horas (pacote 2).

Bailinho de carnaval: 24 de Janeiro, 16h




1,2,3,TROCA! Jogos de improvisação


Mais uma vez o Núcleo de Montagem da CazAzul oferece aquela que é a mais bem sucedida de todas as suas oficinas. Em sua quarta edição, a Oficina de Improvisação e Jogos Teatrais vai receber aquela galera que espera pelo momento do ano reservado para conhecer novas pessoas, se divertir com os jogos e descobrir seus novos talentos com muitos exercícios de cena. Ao final da oficina tem aquele match de improvisação aberto ao público conduzido pelo elenco do espetáculo interativo “De Repente, Jogo”, ocasião na qual todo mundo se diverte muito.


Período: 14 a 29/jan - Terça e quinta

Horário: 19h a 21h

Carga horária: 12 horas

Aula-show: dia 29, quarta, 19h.




DESENVOLTURA PARA VÍDEO: Técnicas teatrais para interação em mídias sociais


O Núcleo de Montagem e o Núcleo de Audiovisual da CazAzul se uniram para montar um programa incrível que vai apresentar estratégias do teatro indispensáveis para a performance diante da câmera. E não são apenas técnicas de interpretação. São dicas de roteirização, direção de arte, iluminação, enquadramento e outros elementos da prática cênica que, sem dúvida, contribuem para melhorar suas postagens em vídeo. Também teremos outra grande novidade: a oficina será iniciada com uma aula inaugural (master class) aberta ao público. No comando da aula, a Influenciadora Digital Ellen Lapa (@lapaellen) falará sobre os desafios dessa novíssima profissão, abordando a relação com o teatro e o audiovisual e discutindo também sobre a importância de novas iniciativas de formação na área, trazendo sua própria experiência como digital influencer e estudante de teatro na CazAzul. Além de discutir questões conceituais e metodológicas, a oficina terá muitas atividades práticas para que a/o participante se experimente em novas possibilidades performáticas diante do público real (colegas de oficina) e da câmera. Ao final da oficina, a turma fará a cobertura ao vivo do evento de culminância das oficinas de férias.


Período: 17 a 29/jan - segunda, quarta e sexta

Horário: 19h a 21h

Carga horária: 12 horas

Cobertura ao vivo da Aula-show: dia 29, quarta, 19h.



CENAS DA VIDA: Arte para a terceira idade


Oferecer aulas de teatro para idosas e idosos sempre foi um desejo da CazAzul. Por se tratar de um público bastante específico que exige formação e experiência na condução das atividades, não tínhamos conseguido (até aqui) fazer uma programação que atendesse a essa demanda. A saída foi convidarmos uma profissional que há muitos anos vem trabalhando teatro, dança, música e cuidado integral com a terceira idade. Graduada em Educação Física pela UESB (Campus Jequié) e com curso de Massoterapia, Mônica Alves é idealizadora do projeto “Cândido Flores”, que presta atendimento personalizado a pessoas com necessidades específicas. Também é atriz profissional e professora de teatro, além de produzir bailes da Terceira Idade em Jequié e região com muito sucesso. Com toda essa experiência e especial afeto por esse público, Mônica Alves montou essa oficina especialmente para as férias na CazAzul. Sem sombra de dúvidas, será um momento de muita beleza e aprendizado para todos os envolvidos.


Período: 20 a 29 - segunda, quarta e sexta

Horário: 15h a 17h

Carga horária: 10 horas

Aula-show: dia 29, quarta, 19h.

___________________________________________


SERVIÇO:

Cursos de Férias 2020 - CazAzul

Contato: (77) 98874-9616

Realização: CazAzul Teatro Escola.

Datas: A partir de 14 jan de 2020.

Local: Av Rosa Cruz, 855 - Candeias

Mais infos: Instagram - @cazazul | Facebook – CazAzul Teatro Escola. | Telefone e whatsapp: 77 98874 9616.

CONTATO

REDES SOCIAIS

 

Oi e Whatsapp 

(77) 9 8874 9616

email

cazazulteatroescola@gmail.com

Vitória da Conquista/BA

  • Black Facebook Icon
  • Black Instagram Icon
  • Preto Ícone YouTube

© 2023 por Arte Scaena. Orgulhosamente criado com Wix.com