© 2023 por Arte Scaena. Orgulhosamente criado com Wix.com

Brega e Sertanejo movimentam a quarta noite do Curta Cuarta

Atualizado: 17 de Out de 2018

Por Aline Ribeiro e Bruna Fentanes*


Foto: Thiago Araújo

'O Curta Cuarta (CC) desta semana começou - como sempre - com um clima super alto astral e comovente. Elizabeth Davi, atriz e pintora, juntamente com seu amigo Elenilton Amaral demonstraram bastante empolgação com a programação da noite, principalmente com o tema voltado ao brega e sertanejo. Frequentadores desde a primeira temporada do CC, pretendem continuar assistindo as atrações até o final desta segunda temporada.


O grupo de dança Ginga, foi o responsável por abrir a programação da noite. Formado por estudantes de informática do CETEP, o grupo trouxe uma coreografia autoral, da música “Ginga” da cantora Iza. Os alunos Wilker Branco e Marcos Vinícius já haviam participado e ganhado alguns concursos de dança.


Foto: Thiago Araújo


Com o tempo, encontraram Ludmila Prates e formaram o grupo Ginga. Nesta edição apresentaram uma linda e emocionante performance, unidos apenas pela vontade de dançar.


Na programação da noite teve, também, a exibição do curta “Diamante de Poções”, produzido pelo cineasta e professor de teatro da CazAzul Isac Flores. O curta retrata o icônico Danga Batista, como protagonista. Cantor na cidade de Poções, Danga é um personagem muito conhecido pelos habitantes do local, sempre coberto por lantejoulas, bijuterias chamativas e cheias de brilho.


Foto: Rebeca Reis

“Sempre que eu apresento Danga, eu me empolgo. Foi um filme, que foi um processo muito bom. Eu sempre gostei de música brega, só que às vezes você se camufla muito, você fica pensando no rótulo que vai receber...” diz Isac Flores, agora amante assumido da música brega, que busca retratar no seu filme a história do homem João Batista e o personagem que assume em sua vida, sua relação com a família e os habitantes de sua cidade.


A última atração da noite foi com uma pegada sertaneja - “Do modão ao universitário”, o pocket-show apresentado por Mateus Costa e convidados, surpreendeu o público. A paixão de Mateus pela música sertaneja já era evidente desde a sua infância, mas na época, ele tinha vergonha de se assumir, também devido sua orientação sexual, porém com o tempo foi percebendo que seu gosto musical não influenciava em sua sexualidade.


Foto: Yarle Ramalho

Além de emocionar a plateia com clássicos como “Não aprendi dizer adeus”, “Pense em mim”, cantou músicas da banda Calcinha Preta e algumas músicas internacionais em formato arrocha para divertir o público. Essa foi a primeira vez que o cantor fez um show musical para um público e também contou com a participação de dois convidados: Larissa Gomes e Rodrigo Pinheiro, que abrilhantaram ainda mais a noite.


Fotos da galeria abaixo: Thiago Araújo.


**




#CazAzul #CazAzulTeatroEscola #EventoSemanal #Cultura #Teatro #Dança #Cinema #Música #Modão #Sertanejo